Func divulga resultado final do concurso da Passarela do Samba


A Fundação Municipal de Cultura divulgou nesta quinta-feira (26) o resultado final da apuração do concurso da Passarela do Samba de 2015, realizado no dia 18 de fevereiro, no estádio Nhozinho Santos.

Os grandes vencedores, em primeiro lugar do concurso, foi a escola de samba Favela do Samba, com 267 pontos; o bloco tradicional do grupo A, Os Apaixonados, com 149, 5 pontos; o bloco tradicional do grupo B, Os Fenomenais, com 149,8 pontos; e o bloco organizado Mocidade de Fátima, com 99,9 pontos.

A solenidade de premiação acontecerá em abril, com previsão de data ainda a ser definida com as associações representativas do Carnaval.

Acesse abaixo a classificação geral do Concurso da Passarela do Samba 2015:

Conselho Municipal de Cultura elege nova diretoria


Nova diretoria foi eleita com quorum de 14 conselheiros. Foto: Lauro Vasconcelos.

Nova diretoria foi eleita com quorum de 14 conselheiros. Foto: Lauro Vasconcelos.

Em reunião extraordinária no auditório do Sesc Deodoro, na última quarta-feira (25), foi eleita a nova diretoria do Conselho Municipal de Cultura (Comcult), que entra em exercício até o ano de 2016.

A eleição teve o quorum de 14 conselheiros que elegeram para presidência do Conselho, a arte-educadora Cláudia Matos; para vice-presidência, a coordenadora de patrimônio imaterial da Func, Elizandra Rocha; como 1º secretário, o sociólogo Bruno Rogens; o 2º secretário, o representante da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico, Tiago Gaspar, e 3º secretário, a produtora cultural, Iolanda Lima de Jesus.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marlon Botão, destacou a importância do conselho no avanço das políticas culturais da cidade. “A nossa expectativa é consolidar a relação da Func com o conselho na construção das políticas culturais da cidade”, afirmou.

Diretamente ligado ao gabinete da Fundação, o conselho é um órgão com a atribuição propositiva, opinativa, fiscalizadora e consultiva de todas as ações da instituição. “Este ano, teremos a 5ª Conferência Municipal de Cultura na qual o conselho irá apresentar a proposta de alteração da lei do comcult garantindo a ele também o caráter deliberativo sobre as ações da Func”, disse Elizandra Rocha.

Participam do conselho treze representantes da sociedade civil, que são eleitos na Conferência Municipal de Cultura, e outros treze do poder público, indicados pela Func. Cada conselheiro pode ser reeleito por mais um mandato.

Fundação Municipal de Cultura apresenta cumprimento de metas fiscais na Câmara


Marlon Botão destacou investimentos do ano anterior e apresentou as metas da Func para 2015. Foto: Lauro Vasconcelos

Marlon Botão destacou investimentos do ano anterior e apresentou as metas da Func para 2015. Foto: Lauro Vasconcelos

O presidente da Fundação Municipal de Cultura (Func), Marlon Botão, e os secretários municipais Raimundo Rodrigues (Fazenda), Guilherme Marques (Turismo) e Jerry Abrantes (Esportes e Lazer) apresentaram a prestação de contas e ações referentes ao último quadrimestre de 2014 em suas respectivas pastas, durante audiência pública na Câmara Municipal de São Luís, na última quarta-feira (25), cumprindo o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. Durante o ato, o secretário municipal de governo, Lula Fylho, representou o prefeito Edivaldo.

Marlon Botão prestou contas dos principais projetos da pasta no período destacado. O aniversário de São Luís teve um investimento de R$ 268 mil, a Feira do Livro de R$1,3 milhão, o Salão de Artes, de R$ 135,7 mil, e o Réveillon, de R$ 135,7 mil. Marlon avaliou a atuação da Fundação como focada na cultura local e diversificada, com uma grande perspectiva de projetos de mais sucesso em 2015, com o aumento do investimento.

“Em 2015, deveremos aumentar em 40% o investimento nos projetos da Func. Este ano já tivemos um sucesso muito grande do carnaval de São Luís com a parceria com o governo do Estado e descentralização do carnaval”, comemorou.

Além da prestação de contas, foi apresentado também o Plano Estratégico da Func para 2015 que norteará as ações da Fundação tendo como meta o aumento da produtividade dos diversos setores, equipamentos culturais e projetos. Para isso, a gestão tem trabalhado na readequação da instituição para que a Fundação se torne uma secretaria municipal até a segunda metade do ano.

“Os resultados já estão sendo alcançados. Conseguimos firmar a parceria da Prefeitura com o Governo Federal para a criação da Rede de Pontos de Cultura em São Luís e também estamos em processo de implantação do Sistema Municipal de Cultura, que vai possibilitar um maior acesso da população aos bens culturais”, afirmou Botão.

Rodrigues avaliou que mesmo com um cenário econômico desfavorável, a Prefeitura tem tido avanços fiscais e terá ainda mais este ano com as parcerias que se avizinham, apesar de dever tomar cuidados pela queda na economia de todo o país em 2015. “Temos uma projeção de queda de 9,7% das transferências federais em 2015. É um cenário negativo na economia, mas temos plenas condições de suportar e melhorar a arrecadação do Município”, afirmou.

Metas
No cumprimento das metas, a Prefeitura de São Luís está muito acima dos percentuais exigidos. A administração municipal aplicou na Educação 27% da receita, quando a LRF determina um gasto mínimo de 25%. Na Saúde, a capital maranhense tem um dos maiores investimentos do país. Quando a lei determina um gasto mínimo de 15%, São Luís aplicou 26,7%, mais de 10% a mais do que é exigido.

Na área da Fazenda, a Prefeitura teve aumento das receitas próprias em 5,7%, das transferências da União em 6,2% e das transferências do Estado em 4,2%. Na área do Esporte, mesmo com orçamento modesto, o secretário Jerry Abrantes destacou projetos bem sucedidos, como o São Luís Saudável, que atende cerca de 900 pessoas da terceira idade. E no turismo, o secretário Guilherme Marques também destacou projetos e convênios assinados, a capacitação de mão-de-obra especializada na área e os encontros com o setor privado na ampliação da divulgação de São Luís como rota turística no Brasil e no mundo.

O secretário de governo, Lula Fylho, avaliou como positiva a audiência, já que leva à sociedade as informações de maneira transparente. “Estamos sempre à disposição para receber e prestar as informações aos vereadores sobre o orçamento. Mas é preciso que fique claro que o orçamento é uma estimativa e a execução é uma realidade. Nem sempre fica muito próximo, mas a Prefeitura nunca perde o foco da ação para o cidadão usando todo o recurso que tiver disponível”, finalizou.

Também estiveram presentes os secretários José Cursino Raposo (Planejamento), Júlio César Marques (Metropolização) e o Controlador Geral do Município, Délcio Rodrigues.

 

Prefeitura autoriza criação da Rede São Luís de Pontos de Cultura


unnamed

O prefeito Edivaldo assinou esta semana o convênio com o Ministério da Cultura que autoriza a criação de 40 pontos de cultura em São Luís, uma parceria entre a Prefeitura de São Luís e o governo federal, estendendo as ações de acesso e fomento às políticas culturais na capital maranhense.

“Com a assinatura, estamos contribuindo para a ampliação do acesso à cultura da população de São Luís, principalmente nas comunidades localizadas fora do centro, onde ainda há carência de equipamentos culturais e projetos neste setor”, afirmou o prefeito Edivaldo.

O convênio sinaliza o acréscimo de ações e investimentos do governo municipal na área da cultura. No total, serão aplicados R$ 2,2 milhões para a execução de projetos no período de 18 meses. Cada projeto estará vinculado ao programa Cultura Viva do Ministério da Cultura (MinC).

“A assinatura do convênio representa também um marco na gestão do prefeito Edivaldo, por ser um trabalho realizado em conjunto com a sociedade civil, além de significar um avanço nas políticas culturais do município que terá implementado, este ano, o Sistema Municipal de Cultura”, declarou o presidente da Func, Marlon Botão.

A previsão é de que o ministro da Cultura, Juca Ferreira, venha a São Luís no mês março, quando será apresentado o projeto Rede São Luís de Pontos de Cultura. Após a reunião, será feita uma oficina sobre os editais de inscrição no projeto para os interessados em participar da Rede.

PROJETO

O projeto Rede São Luís de Pontos de Cultura, proposto pela Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), prevê a criação dos 40 pontos de cultura e ações que tenham relevância na promoção, manutenção e preservação do patrimônio cultural imaterial no Município de São Luís, além de ações transversais que envolvam formação, participação social e mobilização em rede.

A execução do projeto será desenvolvida em duas etapas. A primeira com a publicação de editais de premiação de 40 pontos de cultura no valor de R$ 43.350 (quarenta e três mil e trezentos e cinquenta reais) para cada organização. A segunda etapa será de capacitação, com a realização de sete oficinas na área de elaboração de projetos culturais, comunicação visual, cultura empreendedora, comunicação comunitária e formação para desenvolvimento de projetos em adequação aos programas do MinC.

Poderão participar organizações culturais sem fins lucrativos que desenvolvam atividades de preservação do patrimônio cultural imaterial, como bumba-meu-boi, tambor de crioula, capoeira, entre outros; ou atividades que visam a preservação de expressões da cultura popular afro-brasileira e também formas de expressões cênicas, plásticas, musicais ou lúdicas.

 

 

 

 

 

 

Carnaval 2015 encerra programação com saldo positivo de público e animação


Carnaval 2015 encerra programação com saldo positivo de público e animação

Carnaval 2015 encerra programação com saldo positivo de público e animação

Mais uma vez, o carnaval acaba e deixa saudades nos foliões que se deslocaram para os diversos pontos oficiais de festa da programação do Carnaval de Todos, uma parceria da Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), com o Governo do Estado. Durante seis dias, passaram pela Passarela do Samba quase 80 agremiações carnavalescas, entre blocos tradicionais e organizados, grupos de tambor de crioula, turmas de samba, tribos de índio, além de 10 escolas de samba, que levaram para o público toda a riqueza das manifestações culturais do Maranhão.

Segundo o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marlon Botão, o carnaval deste ano já teve o diferencial de ter sido uma parceria entre a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado, o que permitiu acréscimos na realização do evento. “Em função dessa integração, tivemos uma disseminação do carnaval pela cidade, propiciando circuito da passarela e nos bairros”, enfatizou ele.

O Carnaval de 2015 recebeu uma injeção de recursos maior que a de 2014. Este ano foi aplicado R$ 1.700.00,00 milhões, enquanto ano passado a folia de Momo recebeu R$ 600.00,00. Por conta disso, não apenas as escolas de samba receberam fomento, mas também os blocos tradicionais e organizados. “Essa foi uma determinação do prefeito Edivaldo”, ressalta Marlon Botão.

Para 2016, diz o presidente, o planejamento irá começar com um seminário, para estruturar. “Será realizado este ano, também, uma parceria entre Prefeitura e Estado na organização deste planejamento”, completa Marlon.

O presidente revela que, para 2016, há projetos de uma confluência mais significativa no sentido de estender a participação popular e de fortalecer o circuito com o objetivo de projetar nacionalmente o carnaval de São Luís. “O governador Flávio Dino lançou um desafio a mim e à secretária estadual de cultura, Ester Marques, para que a programação do carnaval de 2016 aconteça durante todo o dia, com atividades pela manhã na região litorânea da cidade. Sabemos que isso é possível e iremos trabalhar um planejamento que viabilize esse projeto, pois sabemos que a população de São Luís é foliã por natureza”, revelou Botão.

A presença maciça do público em todas as noites de folia na Passarela do Samba foi o principal indício do sucesso do Carnaval de Todos, segundo os organizadores do evento. “Nós tivemos participação intensa de foliões, todos os ingressos foram distribuídos e víamos a animação das pessoas com a passagem das agremiações pela avenida”, diz Marlon Botão.

A secretária de Estado da Cultura, Ester Marques, ressalta que esse planejamento de ações em conjunto englobou desde a programação de atrações, tanto para a Passarela do Samba quanto para as comunidades, organização de campanhas publicitárias, estruturação dos espaços e organização dos circuitos. “Também orientamos no processo de liberação de verbas via Lei de Incentivo à Cultura, processo que foi utilizado pela AMBEV, montante que foi utilizado tanto na programação da passarela, quanto nas comunidades”, conta Ester.

Outra novidade foi a participação da iniciativa privada, com o patrocínio da Ambev por meio de projetos culturais viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, já destacada por Ester Marques, e da Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos (AMBC), que injetou cerca de um milhão de reais, recurso destinado ao pagamento de apresentações, bem como premiações.

O presidente da União das Escolas de Samba do Maranhão (UESMA), Tony Mota, endossa o que diz o presidente da Func. “A busca foi além de nossas expectativas. Houve quem não conseguisse ingressos para a Passarela”. Tony credita esse sucesso ao empenho de todos os envolvidos na organização, em fazer deste carnaval uma festa mais democrática. “Mas não podemos esquecer nosso prefeito, Edivaldo, que determinou que se realizasse o carnaval, ainda que o município estivesse em crise financeira, por saber que essa festa é de importância simbólica para o povo”, completou o presidente da UESMA.

Pra deixar saudade – O último dia do Carnaval de Todos foi marcado por desfiles de 11 Blocos Afros. O encerramento da folia de Momo aconteceu com a Trupiada da Ilha, que reuniu os grupos de bumba meu boi do João Paulo, Maioba, Maiobão e Matinha, este último tendo comandado uma homenagem ao cantador Humberto de Maracanã, falecido mês passado em São Luís. Familiares do cantador estiveram presentes na avenida enquanto ele era homenageado como personalidade da cultura popular maranhense pelos 40 anos de dedicação ao bumba meu boi.

O Carnaval de Todos foi uma promoção da Prefeitura de São Luís e do Governo do Estado, contando com o apoio da Polícia Militar, SMTT, Bombeiros Militar e Civil, Guarda Municipal, Secretarias de Saúde do Estado e do Município, Blitz Urbana, Vigilância Sanitária (que fiscalizava os alimentos que eram comercializados no entorno da Passarela do Samba), Juizado de Menores, dentre outros.

Enquanto acontecia a programação, estandes montados pelas secretarias de Saúde faziam campanhas de conscientização e distribuição de preservativos femininos e masculinos. O Hospital de Campana, montado na lateral da Passarela do Samba, realizava atendimentos emergenciais. “Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) estava à disposição para encaminhar os casos mais graves à Unidade de Pronto Atendimento do Bacanga, onde temos a Ala Vermelha, com estrutura semelhante a uma UTI”, contou a enfermeira Silvana Carvalho, uma das coordenadoras do estande.

Números da Passarela do Samba

. Mais de 60 mil pessoas nos seis dias de passarela
. Mais de 100 grupos na programação da passarela
. 50 comunidades com programação e apoio da Prefeitura
. 753 profissionais diretamente envolvidos no apoio de infraestrutura da Passarela, nos serviços de segurança, saúde, limpeza, vigilância sanitária, trânsito e transporte, entre outros
. 93 atendimentos no hospital de campanha
. 32.400 preservativos distribuídos
. 150 testes rápido de HIV realizados

Parceria entre prefeitura e governo do estado deve ser ampliada


unnamed

Botão e o governador Flávio Dino trocaram impressões sobre acertos e correções que devem ser feitas nos projetos seguintes

A Prefeitura de São Luís e governo do estado farão avaliação conjunta da parceria institucional para realização do projeto Carnaval de todos logo após o encerramento do período. A ideia é compartilhada pela equipe do governo municipal e o governador Flávio Dino que esteve na passarela do samba do Anel Viário nesta segunda-feira (16), acompanhado pela equipe da administração estadual.

A avaliação deve acontecer no formato de seminário, segundo informou o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marlon Botão. O secretário de governo, Lula Fylho, disse que embora o tempo tenha sido curto para a preparação do primeiro carnaval realizado em parceria inédita do município e estado, há visíveis indicativos de resultado positivo.

“Marcamos um golaço com essa parceria”, comemorou o secretário de governo. A intenção de aprofundar a parceria para realização de outros eventos do calendário cultural de São Luís é uma determinação do prefeito Edivaldo. Segundo adiantou Lula Fylho após a avalição do projeto de carnaval, prefeitura e estado devem iniciar a elaboração para realização dos festejos juninos na capital repetindo a parceria institucional.

O governador Flávio Dino manifestou a intenção de repetir o sucesso da parceria no próximo ano para consolidar um importante momento do calendário cultura da capital. “Em 2016 faremos o maior carnaval de todos os tempos em São Luís”, disse o governador.

Acompanhado do governador Flávio Dino, o presidente da Func, Marlon Botão, além de secretários da administração municipal e do estado, desceram até a pista da passarela do samba. Botão e o governador Flávio Dino trocaram impressões sobre acertos e correções que devem ser feitas nos projetos seguintes.

Segundo Marlon Botão ainda durante o seminário de avaliação, a Fundação Municipal de Cultura deverá apresentar a proposta de ampliar o espaço de realização da festa. “Temos uma área litorânea muito prestigiada pelo turista e por toda a comunidade maranhense. Não podemos exclui-la do circuito de carnaval”, adiantou o presidente.

Para o vereador Osmar Filho, o projeto Carnaval de todos nós conseguiu segurar muitos foliões que deixavam a cidade neste período e buscavam o interior do estado. “Esta parceria deu certo. Podemos observar que em virtude desta parceria entre prefeitura e governo do estado houve um crescimento maior de participação da população de São Luís. Se observarmos houve redução do êxodo de foliões para o interior do estado. Essa tendência de queda será crescente na medida que a parceria se amplie e consolide”, avaliou o vereador.

“É uma festa muito bonita e podemos ver que aqui houve uma preocupação em promover uma festa bem organizada e com segurança”, disse Mirlan Silva de Souza, moradora do bairro do Araçagy e que estava acompanhada do marido, Sebastião Souza e da filha de uma ano, Rebeca Souza.

 

 

 

 

 

Escolas de samba ditam o ritmo do carnaval


Noite de desfile das Escolas de Samba na Passarela.  Fotos: Lauro Vasconcelos

Noite de desfile das Escolas de Samba na Passarela.
Fotos: Lauro Vasconcelos

Desde quinta-feira (12), admiradores da folia de momo se reúnem no Anel Viário, onde está localizada a passarela do samba, para assistir aos desfiles e apresentações de manifestações culturais tipicamente maranhenses. E neste domingo (15) e segunda (16), os foliões conferiram os desfiles das escolas de samba.

No primeiro dia de desfile das escolas de samba, apresentaram-se na Passarela do Anel Viário as agremiações Mocidade Independente da Ilha, Turma da Mangueira, Unidos de Ribamar, Túnel do Sacavém e Flor do Samba. Com muita empolgação, as escolas contagiaram o público e mantiveram a tradição de fazer um desfile alegre e com temáticas voltadas à cultura maranhense, suas lendas e suas personalidades mais emblemáticas.

DSC_0550

 

Na segunda (16), foliões cantaram o samba enredo e entraram na animação e empolgação dos desfiles das agremiações. Encerraram a segunda noite de desfiles as escolas Terrestre do Samba, Império Serrano, Marambaia, Favela do Samba e Turma do Quinto.

A organização dos desfiles e concurso da Passarela do Samba é uma realização da Fundação Municipal de Cultura (Func), em parceria com a Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos (AMBC), União das Escolas de Samba do Maranhão (UESMA) e Associação de Blocos Tradicionais do Estado do Maranhão (ABTEMA). Este ano, o evento tem o patrocínio oficial da Ambev.

 

 

Blocos Tradicionais e Organizados empolgam foliões na Passarela do Samba


Colorido dos blocos que agitaram o público na Passarela do Samba Foto: Veruska Oliveira

Colorido dos blocos que agitaram o público na Passarela do Samba
Foto: Veruska Oliveira

A programação da noite de sexta-feira (13) da Passarela do Samba, no Anel Viário, atraiu muitas famílias para o local, que cantaram e dançaram ao ritmo de tambor de crioula e dos blocos tradicionais do Grupo B. O bloco Os Trapalhões abriu a programação de desfiles da sexta-feira gorda. O “Carnaval de Todos – Juntos Fazemos a Festa”, promovido pela Prefeitura de São Luís em parceria com o governo do Estado, tem uma programação variada para todas as idades e em diversos pontos da cidade.

Ao longo da noite os foliões seguiram a animação dos brincantes dos grupos que desfilaram no local: Os Trapalhões, Os Guardiões, Os Guerreiros do Ritmo, Alegria do Ritmo, Os Gladiadores, Falcão de Prata, Príncipe da Meia Noite, Vinagreira Show, Fênix, Os Curingas, Companhia do Ritmo, Os Inacreditáveis, Os Vingadores, Tradicionais do Ritmo, Os Curumins, os Fenomenais e, fechando a noite, os Dragões da Liberdade.

Presidente da Func, Marlon Botão, prestigiando de perto as apresentações dos blocos.  Foto: Veruska Oliveira

Presidente da Func, Marlon Botão, prestigiando de perto as apresentações dos blocos.
Foto: Veruska Oliveira

O presidente da Fundação Municipal de Cultura (Func), Marlon Botão, acompanhou a festa e destacou o apoio da prefeitura e do governo aos blocos tradicionais. “Hoje o entendimento nosso é que precisamos fortalecer o movimento cultural, em geral, e os blocos tradicionais estão conosco fazendo da cultura do Maranhão, de São Luís, um espaço de valorização e de desenvolvimento”, disse o presidente.

A alegria dos brincantes dos blocos tradicionais do Grupo A

A alegria dos brincantes dos blocos tradicionais do Grupo A

No sábado, a Passarela do Samba foi dominada pelos Blocos Tradicionais do Grupo A, que começaram os desfiles às 19h e fizeram homenagens a personalidades da história recente do Maranhão, como o estilista Chico Coimbra, tratado no tema d’Os Brasinhas. Os Tropicais do Ritmohomenagearam a cidade de Alcântara. O Kambalacho do Ritmo levou à passarela o homem de lata, personagem do famoso filme O Mágico de Oz, enquanto o Reis da Liberdade foram ainda mais longe na história e apresentaram ao público a leitura que o bloco fez do deus romano Baco, daí a distribuição de uvas ao público empolgado na passarela do Samba.

Cores e Ritmos no desfile das blocos organizados  Foto: Lauro Vasconcelos

Cores e Ritmos no desfile das blocos organizados
Foto: Lauro Vasconcelos

A programação do domingo (15) e da segunda (16) na passarela do samba arrastou uma multidão bem maior para o circuito Anel Viário em São Luís.  Mal as batidas fortes dos Blocos Organizados deram os primeiros sinais na Passarela do Samba, o público presente levantou das arquibancadas e cadeiras para vibrar com as apresentações das  agremiações que se apresentaram. Trabalhando temáticas diferenciadas, os Blocos levaram para a Passarela o resultado do esforço e dedicação dos integrantes das brincadeiras, que se expressou em criatividade e inovação.

Som afinado da bateria.  Foto: Lauro Vasconcelos

Som afinado da bateria.
Foto: Lauro Vasconcelos

A organização dos desfiles e concurso da Passarela do Samba é uma realização da Fundação Municipal de Cultura (Func), em parceria com a Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos (AMBC), União das Escolas de Samba do Maranhão (UESMA) e Associação de Blocos Tradicionais do Estado do Maranhão (ABTEMA). Este ano, o evento tem o patrocínio oficial da Ambev.

 

 

 

 

 

 

Grupos de tambor de crioula e blocos tradicionais marcam a programação momesca deste sábado (14)



E (52)

A programação carnavalesca realizada pela Prefeitura de São Luís, neste sábado gordo de carnaval (14), terá como ponto alto o desfile dos blocos tradicionais do grupo-A, a partir da 19h, na Passarela do Samba, e diversas apresentações de grupos de tambor de crioula, a partir das 18h, no entorno da passarela.

Os blocos da Apae e Boêmios do Ritmo, que não concorrem ao título, abrirão a folia na Passarela do Samba. Em seguida e nessa ordem desfilam os blocos tradicionais Os Especialistas do Ritmo, Reis da Liberdade, Os Foliões, Os Brasinhas, Os Feras, Os Tremendões, Kambalacho do Ritmo, Os Apaixonados, Mensageiros da Paz, Tropicais do Ritmo, Os Vigaristas do Ritmo, Príncipe de Roma, La Boêmios de Fátima, Os indomáveis, Originais do Ritmo, Os Fanáticos, Os Diplomáticos e Os Vampiros.

Com o tema “Carnaval de Todos – Juntos Fazemos a Festa”, a programação da folia de momo na cidade tem a parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado do Maranhão. Com o trabalho conjunto os foliões poderão contar com a realização de um maior número de brincadeiras em vários pontos da Ilha.

A abertura oficial do Carnaval de Passarela em São Luís foi realizada na quinta-feira (12), com a entrega simbólica da chave da Cidade ao Rei Momo do Carnaval 2015, Carlos Eduardo Rodrigues. Na ocasião, o secretário municipal de Governo, Lula Fylho, declarou que toda uma estrutura foi viabilizada para proporcionar um evento seguro e alegre aos foliões. “Preparamos um evento que valoriza a cultura local. A população ludovicense e os turistas podem esperar uma festa muito bonita”, afirmou.

A organização dos desfiles e concurso da Passarela do Samba é uma realização da Fundação Municipal de Cultura (Func), em parceria com a Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos (AMBC), União das Escolas de Samba do Maranhão (UESMA) e Associação de Blocos Tradicionais do Estado do Maranhão (ABTEMA). Este ano, o evento tem o patrocínio oficial da Ambev.

A festa na Passarela do Samba se estende até terça-feira (17), com os desfiles das alegorias de rua e dos blocos afro. Mais de 60 mil pessoas são esperadas durante todo o evento, entre visitantes e brincantes das agremiações.

PROGRAMAÇÃO DA PASSARELA DO SAMBA

DIA 13/02 – SEXTA -FEIRA

A partir das 18 horas: apresentação de grupos de tambor de crioula, no entorno da passarela;

19h – Desfile dos Blocos Tradicionais do Grupo B (Ordem de apresentação)

19h00 às 19h15 Os Vigaristas
19h20 às 19h35 Os Trapalhões
19h40 às 19h55 Os Guardiões
20h00 às 20h15 Os Guerreiros do Ritmo
20h20 às 20h35 Alegria do Ritmo
20h40 às 20h55 Os Gladiadores
21h00 às 21h15 Falcão de Prata
21h20 às 21h35 Príncipe da Meia Noite
21h40 às 21h55 Vinagreira Show
22h00 às 22h15 Fenix
22h20 às 22h35 Os Curingas
22h40 às 22h55 Companhia do Ritmo
23h00 às 23h15 Os Inacreditáveis
23h20 às 23h35 Os Vingadores
23h40 às 23h55 Tradicionais do Ritmo
00h00 às 00h15 Os Curumins
00h20 às 00h35 Os Fenomenais
00h40 às 00h55 Dragões da Liberdade

Acesse também a programação completa